Você sabe quais os 03 primeiros sinais de alerta de que um procedimento estético não vai gerar Bons RESULTADOS para aquele seu paciente.

Você sabe quais os 03 primeiros sinais de alerta de que um procedimento estético não vai gerar Bons RESULTADOS para aquele seu paciente.

Quando se elabora um procedimento estético se faz necessário voltar o olhar para alguns parâmetros para que o mesmo possa ser o mais assertivo possível e levar a uma resposta positiva quanto a disfunção estética avaliada.

Percebo que muitas profissionais adotam determinados procedimento já prontos e tentam “encaixar” esses procedimentos a todas as clientes.

E muitas conversam rapidamente com a cliente antes de submetê-la ao procedimento.

E como consequências em muitas clientes não ocorre a resposta estética pretendida. E mesmo mudando os cosméticos, o resultado se torna distante de ser o ideal, o que leva a cliente a desistir do procedimento, e gerar na profissional o sentimento de impotência.

Somos pessoas aparentemente iguais, porém muito diferentes umas das outras.

Reagimos aos estímulos diários de formas diferentes. Mesmo a disfunção estética se enquadrar dentro dos parâmetros que estudamos em nossa formação, suas causas se diferenciam de pessoa para pessoa.

Como profissionais devemos estar atentas aos sinais de alerta de que um procedimento estético não vai gerar Bons resultados para aquele seu paciente.

Após avaliar centenas de profissionais insatisfeitas com os resultados gerados, reuni os 3 sinais de alerta principais com o objetivo de auxiliar você profissional a avaliar alguns itens antes de iniciar um procedimento estético.

E com certeza, após essa avaliação você terá condições de elaborar procedimentos mais assertivos e com resultados mais eficazes.

 

Confira esses 03 sinais de alerta

Primeiro sinal de alerta – Como é sua ficha de anamnese

A avaliação inicial é crucial para o sucesso de seu trabalho. No entanto percebo que muitas profissionais negligenciam em fazer uma avaliação precisa, alegando que já estão há muito tempo no mercado e conhecem todos os procedimentos, que o procedimento é o mesmo par todo as clientes, ou porque é “demorada” e o importante é partir para ação, e por aí vai.

Se você profissional pensa assim, deixa eu lhe apresentar a importância da avaliação para seu sucesso nos resultados.

A ficha de anamnese (colocar o link para o artigo sobre ficha de anamnese) deve ser o instrumento de coleta de dados mais preciso que um profissional deve ter.

Ela deve conter todos os dados relevantes para a elaboração correta dos procedimentos específicos para aquela disfunção, como:

  1. Quando se iniciou aquela disfunção
  2. Se essa disfunção se agrava com mudanças de temperatura, clima, exposição a certos agentes, ingestão de determinados alimentos
  3. Se há alterações no decorrer do dia, frente a mudanças de humor.

Delinear muito bem as prováveis causas das disfunções, com certeza leva você, profissional a ser mais assertivo no tipo de procedimento que irá desenvolver para aquela cliente.

Tenha sempre isso em mente: a mesma disfunção estética pode ser gerada por fatores específicos para cada cliente, e descobrir esses fatores é o que irá diferenciar sua conduta dos demais profissionais da área.

Existem formas avaliativas complementares como:

  1. Registro fotográfico
  2. Analisadores de pele
  3. Termografia
  4. Avalição por palpação
  5. Inspeção visual

Lance mão de todos os recursos disponíveis que levam a precisão avaliativa

 

Segundo sinal de alerta

Como você faz a seleção de ativos

Após a avaliação minuciosa da disfunção estética é o momento da seleção de ativos que melhor se qualificam para o caso em questão.

Vejo muitas profissionais optarem por uma determinada linha, mas na verdade devem optar por ativos que possam sanar as prováveis causas daquela disfunção estética.

Hoje podemos contar com uma literatura riquíssima sobre cosmetologia e ativos cosméticos, com descrição pormenorizada do campo de atuação, as contraindicações, como atuam, quais vias utilizam, as interações positivas e negativas com outros ativos.

Esse conhecimento é fundamental na hora de selecionar quais os ativos serão utilizados, em que ordem e por quanto tempo. Se haverá alteração do mesmo e em que momento essas alterações irão ocorrer.

É muito importante o contato com as empresas cosméticas, participar dos treinamentos e fazer as devidas considerações sobre resultados e em que tipo de clientes foi testado. Esse conhecimento lhe dará segurança na hora de desenvolver seu procedimento estético.

Tenha sempre literaturas consagradas com você para consultar nesse momento.

 

Terceiro sinal de alerta

Como você consegue o comprometimento de sua cliente no processo

Você profissional deve ser bem clara quando for propor determinados procedimentos estéticos.

A cliente deve ser informada do objetivo do procedimento, das respostas esperadas e, principalmente qual o papel dela para o êxito do processo.

A estética é uma ciência, e como ciência depende de vários fatores para se chegar a uma resposta final assertiva. E essa resposta inclui muitas vezes a mudança de determinados hábitos de sua cliente. Portanto o comprometimento de sua cliente deve ser 100%. E para que isso ocorra é necessário que você forneça o passo a passo que deve ser seguido.

Muitos procedimentos exigem mudanças significativas da cliente, como por exemplo: evitar o uso do tabaco, de alimentos inflamatórios, diminuir exposição aos fatores de risco, que possam prejudicar o bom andamento do processo, a utilização de produtos home care específicos para o caso em questão, a inclusão de nutrientes necessários para a formação de elementos reparadores, e por aí vai.

 

 

 

Muito bem… agora, vamos recapitular o que vimos até aqui:

Primeiro sinal de alerta – Como é sua ficha de anamnese

A avaliação inicial é crucial para o sucesso de seu trabalho.

ficha de anamnese deve ser o instrumento de coleta de dados mais preciso que um profissional deve ter.

Existem formas avaliativas complementares como:

  1. Registro fotográfico
  2. Analisadores de pele
  3. Termografia
  4. Avalição por palpação
  5. Inspeção visual

Lance mão de todos os recursos disponíveis que levam a precisão avaliativa

Segundo sinal de alerta

Como você faz a seleção de ativos

A seleção criteriosa de ativos é de suma importância para se elaborar o procedimento estético eficaz e assertivo.

Hoje podemos contar com uma literatura riquíssima sobre cosmetologia e ativos cosméticos, com descrição pormenorizada do campo de atuação, as contraindicações, como atuam, quais vias utilizam, as interações positivas e negativas com outros ativos.

Segundo sinal de alerta

Como você consegue o comprometimento de sua cliente no processo

Além de seu comprometimento 100%, você deve conquistar o comprometimento 100% de sua cliente, para isso detalhe os objetivos, e o que a cliente deve fazer para conseguir e manter os resultados estéticos.

Observados esses sinais e seguindo esses passos, seu trabalho se torna individualizado e de resultados diferenciados, e irão impactar aos olhos de seus clientes, o que levará a fidelização dele no processo.

Espero ter contribuído para a eficácia de seus procedimentos estéticos.

Se você deseja ser o Profissional que oferece resultados diferenciados e individualizados e deseja se capacitar para tanto, eu lhe convido a conhecer sobre a Formação em Estética Ortomolecular  onde abordamos com mais propriedade este e outros temas.E apresentamos modelos eficazes, que farão toda a diferença em seu atendimento!

Se gostou deste artigo, compartilhe, deixe seu comentário abaixo.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!